terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Regresso

Confesso que fui uma desertora! Quando o facebook apareceu, fui logo atrás dele como uma maria-vai-com-as-outras. Agora que o encanto desapareceu, decidi voltar. Este regresso trouxe-me memórias. Memórias dum passado por vezes divertido, outras vezes cansativo e amargo mas não posso queixar-me. No geral, o meu percurso pelo mundo dos blogs até foi positivo. Fiz alguns amigos mas outros, duraram o tempo que tinham para durar. Acho que a vida é assim mesmo. Um conjunto de encontros e desencontros, porque as pessoas aparecem no momento certo e vão embora quando assim tem de ser. Como um cometa que deixa a sua marca a percorrer o céu por onde passa, as pessoas que entram na nossa vida deixam o seu rastro. Uns mais marcantes do que outros, é certo mas todos fundamentais para preencher as linhas do nosso livro da vida.


Tudo o que há dentro de mim tende a voltar a ser tudo. - Álvaro de Campos