quarta-feira, 11 de março de 2015

A ilha mais Invejável: Madeira

Hoje entrei no facebook e dei de caras com esta noticia: segundo Gavin Bell (quem?), a Madeira é provavelmente a ilha mais invejável à face da Terra. Não quero desvalorizar a minha ilha mas também não exageremos. Claro que este pedacinho (os Madeirenses gostam de dizer pedacinho) de terra no meio do oceano atlântico, tem os seus atractivos mas também tem os seus inconvenientes. Como ilha, estamos rodeados de água para todos os lados. Isso é bom? Não necessariamente. Por mais voltas que demos, vamos parar sempre ao mesmo sitio. 
As passagens de avião de Portugal continental para aqui são um dinheirão, vai-se lá saber porquê. 
Os combustíveis são mais caros, mesmo quando o preço diminui no continente, aqui nada muda.


Por outro lado, é preciso realçar as coisas boas como: 
o clima que nunca é quente nem frio demais, 
a temperatura amena permite a proliferação de espécies vindas de outros cantos do mundo, 
a simpatia do povo Madeirense para com os estrangeiros (não me apanhem é naqueles dias porque não prometo ser simpática para ninguém. Run for you life!), 
a comida típica como o bolo do caco, espetada, carne de vinho e alhos, etc (ora bolas, fiquei com fome!),
e claro, as levadas que são percorridas diariamente por centenas de turistas que assim podem apreciar melhor a paisagem.

O jornalista diz que isto não é Ibiza que é visitada por jovens. O turismo daqui é feito essencialmente por pessoas acima dos 50, desejosos por descobrir as maravilhas botânicas deste cenário dramático onde as encostas abraçam as casas. 

Isto tudo é invejável? Sim... mas dava tanto jeito um canal da mancha...