sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Tenho


Tenho sonhos imperfeitos,
indecifráveis e desfeitos,
tenho historias mirabolantes,
sôfregas, incessantes.

Tenho medos, tenho planos,
entre tantos desenganos,
mas não tenho certezas,
no máximo ardilezas.

É isso que me faz seguir,
persistir até consegui,
chegar ao meu destino,
tantas vezes paulatino.

sábado, 29 de outubro de 2016

A ver se é desta...

Não sabem quantas vezes já escrevi e apaguei este texto. Quero escrever alguma coisa e antes de dormir tenho montes de ideias (ai a insónia!) mas quando chego ao computador fico em branco.
Podia falar do meu aniversário mas não aconteceu nada de especial. Prendas? dei-me umas botas e um cinto. Ah e também recebi um livro e chocolates (eu bem tento fazer dieta mas esta gente não colabora comigo!). De resto... o aniversário não foi dos melhores mas também não foi dos piores. 

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Pausa

Meus amigos e amigas, por motivos pessoais (problemas de saúde da minha mãe), não actualizarei o blog tão cedo. Também informo que não visitarei os vossos blogs pois não tenho animo nem disposição para tal. 
Espero que esta situação seja temporária e esteja resolvida o mais depressa possível.
Até lá, abraços e beijos.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Tristeza

Perante uma calamidade destas, não há palavras que exprimam tamanha tristeza. Apurar responsabilidades é importante mas nada vai trazer de volta as vidas que se perderam, as casas que arderam e o sofrimento causado por gente irresponsável. 
Felizmente não moro perto do local onde se propagaram os incêndios mas não deixo de sentir uma profunda tristeza por tudo isto que está a acontecer. 

domingo, 24 de julho de 2016

Aeroporto internacional d...


Cristiano Ronaldo veio dar uma fugidinha à Madeira para inaugurar o hotel que terá o seu nome, graças a uma parceria com o grupo Pestana. Como não é todos os dias que temos tão ilustre presença na nossa ilha, o presidente do governo regional Miguel Albuquerque, lembrou-se de colocar o nome do futebolista numa praça. Nada contra, afinal praças há muitas. Mas o que é uma praça quando temos todo um aeroporto (e único ainda por cima), ali tão triste por chamar-se simplesmente de "Aeroporto da Madeira"? O nosso presidente não perdeu tempo e antes que alguém tivesse a mesma ideia de génio, resolveu atribuir o nome de Cristiano Ronaldo àquela obra imponente da nossa terra. Assim sendo, esqueçam o "Aeroporto da Madeira", "Aeroporto de Santa Catarina" ou mesmo "Aeroporto do Funchal".  Agora temos o "Aeroporto Cristiano Ronaldo".
A ironia disto tudo é que o CR7 veio à Madeira por causa do hotel e foi embora em poucas horas, porque se há coisa que ele não gosta de fazer é ficar na sua terra por muito tempo. 
Nem sei bem o que dizer disto tudo, só sentir... vergonha...

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Um homem de fé


Este, não é definitivamente o texto que eu pensei colocar aqui hoje mas não poderia ser de outra forma. 
Portugal ganhou, contra todas as expectativas, o campeonato europeu de futebol de 2016 mas não é disso (directamente) que eu quero falar. Quero falar de fé. Da fé de um homem que era gozado quando dizia que só iria para casa no dia 11 (dito e feito), dos olhares revirados sempre que ele afirmava que a vitoria seria portuguesa e da sua luta contra tudo e contra todos. Eu admito que nunca acreditei (não nego)! 
A verdade é que milagres acontecem. São raros, às vezes nem 1 num milhão mas quando aparecem, têm aquele efeito dominó que nos contagia.  
A fé de Fernando Santos que para a maioria das pessoas parecia disparatada, deu resultado. No seu discurso após o jogo, agradeceu primeiramente a Deus como seria de esperar. E eu curvo-me perante tamanha fé inabalável que manteve-se inalterada até ao ultimo segundo de jogo. É bom encontrar pessoas assim. Aquelas que desafiam qualquer estatística e contrariam todas as probabilidades, são dignas da minha admiração e fazem-me acreditar que tudo é possível àquele que crê!

domingo, 3 de julho de 2016

Crítica Literária: Equador




Sinopse:
Quando, em Dezembro de 1905, Luís Bernardo é chamado por El-Rei D.Carlos a Vila Viçosa, não imaginava o que o futuro lhe reservava. Não sabia que teria de trocar a sua vida despreocupada na sociedade cosmopolita de Lisboa por uma missão tão patriótica quanto arriscada na distante ilha de S. Tomé. Não esperava que o cargo de governador e a defesa da dignidade dos trabalhadores das roças o lançassem numa rede de conflitos de interesses com a metrópole. E não contava que a descoberta do amor lhe viesse a mudar a vida. É com esta história admiravelmente bem escrita, comovente e perturbadora que Miguel Sousa Tavares inaugura a sua incursão na escrita literária. EQUADOR foi o fruto de uma longa maturação e investigação histórica que inspirou um romance fascinante vivido num período complexo da história portuguesa, no início do século XX e últimos anos da Monarquia. Miguel Sousa Tavares nasceu no Porto. Licenciado em Direito, abandonou a advocacia para se dedicar em exclusivo ao jornalismo. Ganhou os principais prémios de jornalismo em Portugal e, em 2003, publica o seu primeiro romance, que rapidamente se transforma num best-seller.*


*Fonte Fnac


Opinião:
Este é o primeiro livro de Miguel de Sousa Tavares que eu li. A verdade é que tirando as obras obrigatórias de autores portugueses que lia na escola, não costumo ler muita coisa de escritores nacionais. Porquê? É uma questão de habito. Nada contra.

Sem entrar em grandes pormenores, pode-se dizer que o livro é bem escrito. A historia em principio é cativante e mostra-nos um pouco do que acontecia numa colónia portuguesa. Claro que o escritor fez um trabalho exaustivo para levar-nos a São Tomé do século XX, com todas as dificuldades existentes na altura e isso nota-se.

O problema principal da obra que me fez abandoná-la a meio (por uns dias), foi que nada acontecia até metade do livro. O autor prende-se muito aos detalhes e isso torna-se maçador. Entendo que o objectivo seja levar o leitor a imaginar o que acontece na época mas o excesso de detalhes faz com que tenhamos de saltar algumas linhas para chegar a algum lugar. E quando chegamos lá… sabe a pouco. 

O final (fiquem descansados que não vou contar) é exagerado. O destino da personagem principal nada tem a ver com o seu percurso ao longo da obra e por isso não me pareceu justificado.

Pontuação: 6/10

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Esquisitices...


Hoje ouvi na tv uma coisa que me deixou abismada. Num programa onde as pessoas ligam para dar a opinião sobre os mais variados assuntos, um ouvinte ligou para defender o CR7. Disse ele que "o melhor do mundo" pode fazer tudo o que lhe apetece e não tem dever nenhum de ser humilde porque ele é o rei do mundo. Ainda pensei que ele estava a ser irónico mas não, estava a ser sincero. A que ponto nós chegamos! Por causa do futebol, se um jogador adorado por milhões tiver vontade de matar alguém, roubar, violar, cometer as maiores atrocidades, pode fazê-lo só porque sim. Atirar um microfone para um lago? Nah... é uma brincadeira de crianças.
Ao contrário do que o ouvinte disse, eu acho que as pessoas devem manter a humildade independentemente do dinheiro que tiverem. Se a pessoa vier de uma origem humilde, essa obrigação deve ser maior porque sabe o que é passar por dificuldades. Sabe o que precisar de dinheiro e não ter e deve (obviamente não é obrigado), ajudar os mais desfavorecidos. 
Pelos vistos há quem pense que uns golos justificam tudo...

terça-feira, 7 de junho de 2016

É nas tuas mãos que me encontro

Andava eu por estes lados sem inspiração, quando a querida Céu resolveu dar-me uma ajudinha. Ela lançou-me o desafio de começar um poema e eu teria de dar continuidade ao dito cujo. Os dois primeiros versos são dela e os restantes são meus.



É nas tuas mãos que me encontro
me dou, me entrego e me sei
é nos teus braços que me sinto rainha
e tu, meu imponente rei.
É entre estes lençóis que as palavras calam
a tua pele, o teu perfume penetrante
invadem o meu ser num ritmo alucinante.
Devoramo-nos um ao outro no prazer do momento
o mundo não existe, resta apenas o sentimento.

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Tom, o exorcista!


Tom Cruise, o famoso ator de hollywood, poderá ter uma nova profissão: Graças aos seus longos anos como membro activo da cientologia, ele passa a ser... exorcista. Como assim?, perguntam-me vocês. Parece que a filha Suri não tem estado em contacto com o pai porque alegadamente, a criança está possuída por um demónio chamado Thetán. 
Thetán? mas não há vacina para isso?
Parece que não e só o amor de um pai poderá salvar a criança de tamanha maldição. É que o espírito possessivo pode passar de um corpo para outro e na dúvida, o Tom prefere manter a distancia. Pelo menos até ter autorização da mãe da criança...
Eu sempre pensei que a religião dele era mais virada para os et's e agora aparece com esta historia dos demónios? Assim a gente não se entende. 
Mulheres deste mundo! Pensem bem antes de desatarem a ter filhos a torto e a direito. É que por mais dinheiro que eles tenham, às vezes não compensa a dor de cabeça que vão dar mais cedo ou mais tarde.  

domingo, 15 de maio de 2016

Festival euro-australiano da canção

Há muito tempo não acompanhava o festival eurovisão. Perdi o interesse desde que passei a ter tv cabo e por isso a oferta de canais variados fez-me esquecer esta festa. Ainda assim, mesmo com toda uma montanha de canais disponíveis, o meu pai quis ver o espectáculo. Qual não é o meu espanto quando vejo no ecrã escrito "Austrália". Austrália no festival europeu? Como assim? Será que aqueles cogumelos do almoço estavam contaminados e eu estou a ter uma alucinação temporária? Fui investigar na net e descobri que realmente a Austrália passou a fazer parte do concordo porque andou a pedir com jeitinho e eles lá fizeram o favor. Ironia das ironias, a terra dos cangurus realmente tinha a melhor musica. Tudo corria bem e eles até iam na frente com larga vantagem mas segundo o novo sistema de votações, quem ganhou foi a Ucrânia. A musica é pavorosa, digna de um filme de terror mas ganhou só para estragar a festa aos russos (e por tabela aos australianos). Enfim, para o ano há mais e quem sabe abre caminho para outros países...



Ah e já agora parabéns ao meu Benfica! Campeões, campeões... nós somos tricampeões!


terça-feira, 3 de maio de 2016

Coisas que eu não entendo

Não entendo como podem haver tantas injustiças no mundo.

Não entendo como ainda existe racismo, preconceito e discriminação.

Não entendo porque faz frio e calor ao mesmo tempo sem eu estar na menopausa.

Não entendo os rebeldes sem causa. Tenho preguiça de aturar gente que inventa problemas sem 
motivo quando há tantas pessoas com problemas realmente graves.

Não entendo como há médicos que fumam, bebem e usam drogas mas se o doente aparecer com colesterol acima do normal, eles fazem um escândalo.

Não entendo quando as pessoas preferem falar de coisas fúteis mas se quisermos falar de politica, religião ou economia, acham chato.



quarta-feira, 20 de abril de 2016

Tarte de Queijo

Hoje trago-vos uma receita simples, deliciosa e fácil de fazer. A foto é minha e a receita original está aqui mas fiz algumas alterações para torná-la menos calórica.




Tarte de Queijo

Ingredientes:
6 Ovos
1 Pacote de Natas light
4 Queijinhos (triângulos) da vaca que ri
2 Iogurtes Naturais
1 Medida do copo do iogurte de Farinha
1 Lata de Leite condensado light

Modo de fazer:
Misturar tudo na batedeira e levar ao forno numa forma untada com manteiga durante 40 minutos a 180º.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

O cão ideal segundo a personalidade do dono


Encontrei este teste na net e achei interessante. Após 10 perguntinhas fáceis, ficamos a saber qual é o cão que melhor combina com a nossa personalidade. No meu caso, o ideal seria um cão que servisse de sentinela. Curiosamente, de todas as raças mencionadas só gosto do maltês porque é fofinho mas o que eu queria mesmo era um pastor alemão.

Resultado:
Sentinela
O seu estado natural é alerta. Com traços tímidos e ansiosos, tende a protestar na presença de estranhos e a fazer uma tempestade num copo de água para obter atenção. Assim que a obtém, fica outro (a) e deixa-se levar. Só precisa de ter por perto quem o (a) mime com cuidados regulares e lhe assegure que está tudo ok. A partir daí, é um(a) amigo(a) para a vida e mostra-se sereno e protector. Caninos com este temperamento: Buldog Francês, Chihuahua, Shar-Pei Chinês, Maltês, Pomeriano, Hound de Ibiza 

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Vê-se caras...



Os ricos e famosos são alvo de piadas o tempo todo. Aliás, os não-ricos e não-famosos também. Criticar faz parte do ser humano. Criticamos o que não achamos correto, o que não está de acordo com a nossa forma de ser ou aquilo que achamos extravagante. Este hábito, aparentemente inofensivo (ou não), pode por vezes provocar um mal completamente desnecessário. É que quem vê caras, não vê corações. Não sabemos o que vai na alma de cada pessoa, logo, não sabemos porque cometeu determinado acto. 

Wentworth Miller foi a estrela da série Prision Break (que eu por acaso nunca vi). É um rapaz alto, jeitoso e fazia milhões de fãs suspirar. Tinha tudo para ser o homem de sonho de qualquer mulher mas escondia um segredo (ou dois): era homossexual e sofria de depressão desde criança. 

Entre 2005 e 2009 a série fez o maior sucesso e era falada por todo o lado. Wentworth passou a sofrer de assedio constante e a pressão para ser o melhor era cada vez mais sufocante. Podia ter enveredado pelo mundo das drogas ou álcool como tantos fazem, mas preferiu viciar-se no que estava mais à mão: a comida. E assim, o rapaz grandalhão e musculoso engordou como qualquer mortal. Ai que pecado enorme! Que desperdício! As criticas não tardaram e frases como a que está na legenda da foto (quando escapas da prisão e descobres o monopólio da mcdonald), eram uma constante. Ninguém se preocupou em perguntar porque o rapaz tinha mudado tanto. Ninguém quis saber se ele estava com algum problema. Tinha engordado porque era um preguiçoso e desleixado e ponto. Só agora, anos depois e com a personalidade mais forte,  ele veio dizer que enquanto era gozado, sofria de depressão e as coisas que liam sobre ele não eram propriamente um incentivo à sua recuperação. 

Por isso não se deve julgar as pessoas pela aparência, até porque cada ser humano é muito mais que um corpo! 

segunda-feira, 28 de março de 2016

Atira-te ao mar e... vai atrás do barco!


A noticia cómico-quase-trágica do dia, senão mesmo do mês, é a da senhora inglesa que após perder o barco e o avião de regresso a casa (um azar nunca vem só), acaba por escolher ir a nado! Para quem não acompanhou as noticias, passo a explicar:
Um casal de idosos, igual a tantos outros que visitam a ilha, decide vir a terra para apreciar a paisagem. Tudo corria bem, até que o casal discute... vai-se lá saber porquê. O senhor revoltado com a esposa, decide que não quer ir mais de barco com ela, pega nas malinhas e parte para o aeroporto. A senhora vai atrás dele. A dado momento, a mulher perde o marido de vista e para mal dos seus pecados, vê o barco no qual chegaram ir embora. O tico e teco da mulher entram em curto-circuito e pensam: queres ver que o desgraçado deixou-me aqui sozinha e foi embora no barco? 
Ora bem, a idosa num momento de insanidade (esperemos que temporária) atira-se ao mar, vestida e agarrada na malinha de mão e ainda acredita que consegue alcançar o barco. Obviamente esse ato insano não dá resultado e após 4 horas no mar e 500 metros percorridos, a mulher de 65 anos perde as forças. 
Já passava da meia-noite quando três amigos pescadores, estavam no seu barquinho a tentar apanhar qualquer coisinha para o almoço do dia seguinte. De repente, ouvem uns gritos assustadores e eles param o motor do barco para ouvir melhor. Quando aproximam-se do som terrivel, percebem que não é uma sereia, nem uma baleia ou um tubarão agoniado mas sim uma senhora idosa a pedir "help me!". Logo, trataram de salvar a senhora que mais parecia um cadáver depois de tantas horas na agua.
E o marido da senhora? Parece que já estava sentadinho no sofá a ver as noticias bem descansado da vida.
Que rica pescaria hein?!

segunda-feira, 21 de março de 2016

Hoje é dia...

Hoje é dia mundial da poesia. Tentei puxar pelo tico e o teco a ver se davam sinal de vida e quiçá, surgisse um raro momento de inspiração mas... nada! Ainda pensei por os dedos na tomada, na esperança que o curto-circuito fizesse-os voltar à vida mas abandonei essa ideia assim que vi o Van Damme na tv. O que isso tem a ver para o caso? Humm... sempre que vejo o Van Damme, lembro-me dele nu no soldado universal e pronto, ganho um novo alento (sim, eu alegro-me com facilidade). Como a inspiração não apareceu, resolvi procurar algum assunto interessante para colocar aqui e não deixar esta data passar em claro. Foi então que o site do pensador deu-me a dica: porque não colocar aqui uma frase interessante de uma pessoa sui generis?
Encontrei esta maravilha do grande poeta:

Custa tanto ser sincero quando se é inteligente! É como ser honesto quando se é ambicioso. - Fernando Pessoa

Ai quase tive um orgasmo ao ler tamanha preciosidade! É que ser inteligente é cada vez mais raro hoje em dia. E eu gosto de pessoas inteligentes. Ai o que eu seria feliz com o Einstein! Enfim, fica para a próxima...
Voltando à frase escolhida, (pois, eu perco o foco com facilidade) a inteligência e a sinceridade não podem andar de mãos dadas? Então quem é sincero não é inteligente? Hummm... ser inteligente é saber falar e principalmente calar na altura certa. É como um jogador de poker que usa óculos escuros para que os outros não vejam o seu "espelho da alma" quando tem (ou não) uma boa mão. É que a honestidade no jogo (bem como em tudo na vida), deve ser usada com conta, peso e medida, se a ambição for mais importante que tudo o resto.

Pronto, divaguei...

quinta-feira, 17 de março de 2016

O tal do gerúndio...

Gerúndio

Forma nominal do verbo, constituída por um gerúndio simples (<andando>) e um gerúndio composto (<tendo andado>). O gerúndio forma-se acrescentado ao radical <ndo, mantendo a vogal temática própria de cada conjugação (<amando>, <correndo>, <partindo>). 
Provém do ablativo do gerúndio latino, que era um substantivo da voz ativa, que supria as formas que faltavam ao infinitivo, pelo que apenas possuía três casos (o genitivo - <scibendi>, o dativo e o ablativo - <scibendo>).*


Provavelmente influenciada pelas novelas brasileiras, o gerúndio para mim é usual. Ainda assim, resolvi procurar na net se esta forma de usar o verbo estava correta ou não e a resposta foi: nim! No Brasil é normal ouvirmos: "o que você está fazendo?" ao contrário de "o que estás a fazer?" mas isso é porque a construção gramatical das frases é diferente. Porém, segundo as minhas pesquisas, o gerúndio também é usado em Portugal conforme as regiões. Na Madeira não é invulgar ouvirmos o "vai-se andado" quando alguém pergunta o nosso estado de saúde. 
Na língua inglesa o gerúndio é usado normalmente (verbo+ing). Por exemplo: what are you doing? when are you coming home? 
Então, porque é que o gerúndio parece tão errado em Portugal, se nos outros países é perfeitamente normal?

*Fonte: http://www.infopedia.pt/$gerundio

segunda-feira, 7 de março de 2016

Realmente...


Sim, eu sou esquecida, distraída, desastrada e perco as coisas nos lugares mais estranhos para depois encontrá-las num sitio completamente invulgar. 
Não me peçam direcções porque nem eu sei para onde vou e o risco de perder-me pelo caminho é de 100%!



terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

TAG: 100 perguntas que ninguém pergunta

Vi esta tag no blog Ontem é só Memória e resolvi responder também. 
As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Como a tag é gigante, não nomeio ninguém. Sintam-se à vontade para levá-la.


1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada?
Fechadas porque não gosto de desarrumações.

2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis?
Não

3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora?
Para dentro e tenho a mania de tapar as orelhas.

4. Você já roubou uma placa de rua?
Não. Nunca me passou tal coisa pela cabeça.

5. Você gosta de usar post-it?
Não

6. Você corta cupões, mas depois nunca usa?
Às vezes sim.

7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas?
Essa agora... Pelo urso, pode ser que ele seja mais lento do que eu ahahaha

8. Você tem sardas?
Não

9. Você sempre sorri para fotos?
Por acaso não. Esqueço-me sempre.

10. Qual é a sua maior neura?
Neura... ser perfeccionista e achar que nunca nada está como eu quero.

11. Você já contou seus passos enquanto você andava?
Sim, já aconteceu.

12. Você já fez xixi na floresta?
Não.

13. E quanto fazer cócó na floresta?
Não.

14. Você dança, mesmo se não tiver música?
Só se for em pensamento.

15. Você mastiga suas canetas e lápis?
Nunca fiz tal coisa.

16. Com quantas pessoas você já dormiu essa semana?
Nenhuma.

17. Qual é o tamanho da sua cama?
É uma cama de solteiro/a normal. 

18. Qual é a música da semana?
A que tenho ouvido esta semana é Hall of fame -  The Script

19. O que você acha de homens que usam rosa?
Se for em camisa tudo bem mas em calças ou calções acho foleiro.

20. Você ainda assiste desenhos animados?
Raramente.

21. Qual é o filme que você menos gosta?
O ultimo que vi e detestei foi Ich seh, ich seh.

22. Onde você enterraria um tesouro escondido, se você teve algum?
Se ele estava escondido como eu iria enterrá-lo?

23. O que você bebe com o jantar?
Sumo ou agua.

24. No que você mergulha um nugget de frango?
Não mergulho porque nunca comi.

25. Qual é a sua comida favorita?
Esparguete á bolonhesa.

26. Quais filmes você poderia assistir várias vezes e continuar amando?
Não gosto de ver filmes repetidos por mais que tenha gostado de vê-los pela primeira vez.

27. Última pessoa que você beijou/beijou você?
Os meus pais.

28.  Alguma vez você já foi escuteiro(a)?
Não.

29. Você posaria nua em uma revista?
Se eu fosse uma boazona e o cachet fosse beeeeem alto, sim.

30. Quando foi a última vez que você escreveu uma carta para alguém no papel?
Há 5 anos atrás.

31. Você pode trocar o óleo de um carro?
Nunca experimentei mas não deve ser dificil.

32. Já obteve uma multa?
Não.

33. Alguma vez ficou sem gasolina?
também não!

34. Tipo favorito de sanduíche?
Sandes mista.

35: A melhor coisa para comer no café da manhã?
Cereais com leite.

36. Qual é a sua hora de dormir?
Depois da meia noite.

37. Você é preguiçoso?
sim...

38. Quando você era criança, o que você vestia para o Dia das Bruxas?
Nunca me disfarcei.

39. Qual é o seu signo astrológico chinês?
Galo.

40. Quantos idiomas você fala?
três.

41. Você tem alguma assinatura de revista?
Não

42. Quais são melhores, Lego ou Playmobil?
Lego...

43. Você é teimoso(a)?
Sim.

44. Quem é melhor … Herman Jose Ou Teresa Guilherme?
Herman José.

45. Já assistiu alguma novela?
ui tantas!

46. Você tem medo de altura?
Sim.

47. Você canta no carro?
Sim.

48. Você canta no chuveiro?
Sim.

49. Você dança no carro?
Não.

50. Alguma vez usou uma arma?
Faca conta?

51. A última vez que você teve um retrato tirado por um fotógrafo?
Quando tive de renovar o BI

52. Você acha que os musicais são legais?
Não.

53. Natal é stressante?
Sim

54. Nunca comeu um Pierogi?
Não...

55. Tipo favorito de torta?
Morango

56. O que você queria ser quando era criança?
Atriz.

57. Você acredita em fantasmas?
Sim.

58. Já teve um sentimento de Deja-vu?
Sim.

59. Toma uma vitamina diária?
Não.

60. Usa chinelos?
Não.

61. Usa um roupão de banho?
Não.

62. O que você usa para a cama?
Pijama

63. Primeiro show?
Ao vivo? nunca fui.

64: Primark, Lefties ou Zara?
Zara.

65. Nike ou Adidas?
A que for mais barata.

66. Cheetos ou Fritos?
Cheetos.

67. Os amendoins ou sementes de girassol?
Sementes de girassol.

68. Já ouviu falar do grupo de Tres Bien?
Não.

69. Já teve aulas de dança?
Não.

70. Existe uma profissão que você imagine fazer no seu futuro?
ser rica conta?

71. Você consegue enrolar sua língua?
Sim.

72. Já ganhou um concurso de soletração?
Nunca participei em tal coisa.

73. Você já chorou porque você estava feliz?
Não. Só choro quando estou triste.

74. Possui algum disco de vinil?
Sim.

75. E uma viola?
Não.

76. Você utiliza incenso regularmente?
Não. Dá-me dores de cabeça.

77: Já se apaixonou?
Sim.

78: Quem você gostaria de ver em um show?
Lenny Kravitz

79. Qual foi o último show que você viu?
Red hot chilli peppers no youtube.

80. Chá quente ou chá frio?
quente.

81. Chá ou café?
Chá

82. Açúcar ou adoçante?
qualquer um serve.

83. Você sabe nadar bem?
Não.

84. Você consegue prender a respiração sem segurar seu nariz?
Sim.

85. Você é paciente?
Sim.

86. DJ ou banda, em um casamento?
DJ

87. Já ganhou um concurso?
Não. 

88. Já fez alguma cirurgia plástica?
Não.

89. Quais são as melhores azeitonas, pretas ou verdes?
Não gosto de azeitonas.

90. Você faz tricô ou crochê?
Não.

91. O melhor lugar para uma lareira?
Escritório.

92. Você já viajou para fora do seu país?
Não.

93. Que lugares pretende conhecer?
Londres e NY

94.Qual era a sua matéria preferida no Ensino Médio?
Inglês

95. Você esperneia até conseguir as coisas do seu jeito?
Não.

96. Você tem filhos?
Não.

97. Você quer ter filhos?
Não

98. Qual é sua cor favorita?
Vermelho e rosa.

99. Você sente falta de alguma coisa da sua infância?
Não.

100. (BÔNUS) Se você encontrasse o génio da lâmpada, qual seria o seu pedido?
Saúde, dinheiro e jeitosos de olhos verdes ahahaha

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Sobre os reality shows...

Em Portugal, a febre dos reality shows começou no ano 2000. O primeiro Big Brother foi um fenómeno que eu não assisti do começo porque não tinha tv cabo na altura. Os seguintes foram diminuindo de espectadores até que alguém lembrou-se de criar uma casa onde os concorrentes lutavam para descobrir os podres uns dos outros. Não assisti nenhum secret story e vejo que não perdi nada. O problema é que a minha mãe descobriu o canal 12 onde podemos ver a quinta o dia todo. Ai sofrimento!!! Ter de levar com gente mal educada, fútil, vazia, interesseira e sem escrúpulos é demais para a minha inteligência. E como não há outra tv em casa, resta-me assistir aos meus filmes e series online. Valha-nos isso!
Ainda assim, pude perceber qual é o motivo que leva algumas pessoas a ficarem viciadas neste tipo de programa. Tal como as pessoas habituam-se e até adoram aqueles apresentadores que aparecem todos os dias no ecrã, estes reality shows são uma companhia diária para quem está em casa. É como se aquelas "personagens" se tornassem parte da família e é inevitável criar simpatia ou ódios de estimação. 
Diz o doutor Quintino Aires que estes programas são uma amostra da nossa sociedade. Existe o bom e o mau da fita, o palhaço, o coitadinho, a donzela e a galdéria. Torcemos pelo casal, queremos ver pancadaria, choramos e rimos quando sucede alguma coisa e ficamos tristes com as injustiças.
Apesar de entender o fascínio que um reality show provoca, continuo sem sentir o menor apelo por este tipo de entretenimento. Aliás, estou até a pensar sabotar a tv só para ver se descanso uns dias!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

A casa misteriosa


Sempre gostei de sonhar. Acordada e a dormir. Acordada, sonho com as coisas que muito provavelmente nunca vou ter como um jeitoso de olhos verdes (ou azuis), o euromilhões, uma casa no meio do nada onde vivo feliz (sem os vizinhos chatos por perto) e dinheiro para gastar quando e onde me apetecer. 
A dormir sonho com as coisas mais estapafúrdias como: fantasmas, et's, ladrões ou assassinos que me querem apanhar. Fujo sempre e com sucesso na maioria das vezes. Como a minha imaginação é muito fértil, se um malfeitor chega perto de mim, trato me de tornar invisível e nada de mal acontece. 
Agora ando a ter um sonho estranho e repetido: vou para uma casa de difícil acesso onde tenho de atravessar um arvoredo imenso que forma um túnel por cima de mim. É difícil passar por lá mas consigo. A "minha" casa está do outro lado da ribeira e procuro o caminho de acesso. Quando finalmente entro, vejo o chão e uma escada de madeira. Nota-se que é uma casa antiga mas bem conservada. Não tem muita mobília e a iluminação é fraca. Não sei onde fica mas gosto de lá estar.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Blog a conhecer: Ausente do Céu

Os blogs são feitos de partilhas, descobertas e novidades. É sempre bom darmos a conhecer os blogs uns dos outros porque assim formamos uma grande família. Por isso, hoje quero informar-vos sobre este blog: Ausente do Céu. O blog é da menina Céu que escreve maravilhas. Tomara eu ter tanta inspiração! Os textos são sempre acompanhados com uma musica de fundo para abrilhantar (ainda mais) a nobre e cada vez mais rara arte de saber escrever. Visitem! 

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Nada como cortar o mal pela raiz

Nos Estados Unidos, um homem decidiu ser castrado quimicamente (pois claro) já que não aguentava mais trair a mulher. Diz ele que já teve encontros com mais de 50 prostitutas e até é cliente habitual de algumas mas estava cansado de tanta traição. É que o vicio em sexo é tão prejudicial como o das drogas ou o álcool e quando este toma conta de vida do viciado, tudo pode acabar mal.
Dito e feito! O homem foi ao medico, tomou o medicamento e agora é mais feliz do que nunca. A mulher já não corre com o rolo da massa atrás dele quando chega a casa e ele poupou uns trocos (já para não falar na saúde que vai melhorar a olhos vistos).

Eu acho de louvar a atitude deste senhor! Viu que o vicio era mais forte do que ele e tratou de cortar o mal pela raiz. Felizmente os métodos usados hoje em dia já não são os de antigamente e ele pode preservar tudo o que tinha como quando nasceu.

Como a minha curiosidade é forte, decidi saber mais sobre o assunto e retirei isto da wikipedia:
A castração química é uma forma temporária de castração, ocasionada por medicamentos hormonais para reduzir a libido. Diferente da castração cirúrgica, quando os testículos e ovários são removidos através de incisão no corpo, castração química não castra a pessoa praticamente, e também não é uma forma de esterilização.

Noticia aqui.