domingo, 15 de maio de 2016

Festival euro-australiano da canção

Há muito tempo não acompanhava o festival eurovisão. Perdi o interesse desde que passei a ter tv cabo e por isso a oferta de canais variados fez-me esquecer esta festa. Ainda assim, mesmo com toda uma montanha de canais disponíveis, o meu pai quis ver o espectáculo. Qual não é o meu espanto quando vejo no ecrã escrito "Austrália". Austrália no festival europeu? Como assim? Será que aqueles cogumelos do almoço estavam contaminados e eu estou a ter uma alucinação temporária? Fui investigar na net e descobri que realmente a Austrália passou a fazer parte do concordo porque andou a pedir com jeitinho e eles lá fizeram o favor. Ironia das ironias, a terra dos cangurus realmente tinha a melhor musica. Tudo corria bem e eles até iam na frente com larga vantagem mas segundo o novo sistema de votações, quem ganhou foi a Ucrânia. A musica é pavorosa, digna de um filme de terror mas ganhou só para estragar a festa aos russos (e por tabela aos australianos). Enfim, para o ano há mais e quem sabe abre caminho para outros países...



Ah e já agora parabéns ao meu Benfica! Campeões, campeões... nós somos tricampeões!


26 comentários:

  1. Há muitos anos que o Festival da Canção é um "Festival de interesses político-partidários/causas" e outras coisas para o
    qual não encontro de imediato o nome certo.
    Pelo "andar da carruagem" qualquer dia vamos ter um concorrente papagaio, a imitar muito bem um cão, que num ladrar perfeito e ritmado irá na linguagem dele (devidamente traduzido em simultâneo para o comum dos espectadores) transmitirá uma mensagem de amor para todos os animais e associações defensoras/amigas dos ditos cujos.
    Quanto ao futebol.... nem me aquece nem arrefece. Confesso que adoro o vermelho (cof cof.....cof cof) mas sinceramente é coisa que não me "dá pica"... o futebol, claro.

    Continuação de boa semana.

    Beijos e abraços festivaleiros ;)

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Alberto!
      O festival tornou-se previsível porque ganham sempre os mesmos. Escusado será falar na participação portuguesa (ou na falta dela). A eurovisão que pelos vistos não é tão europeia como antigamente, perdeu o brilho há muito tempo.
      Viva o Benfica (e eu também não ligo muito ao futebol)!.
      Bom fim-de-semana.

      Eliminar
  2. Então, rapariga, como estás... Passaste tão de mansinho, mas eu dei por ti.

    Verdade, verdadinha. A Austrália, representada por uma coreana do sul tinha a melhor canção, mas continua a politiquice, lá e em todo o lado.
    Detestei a canção e a intérprete da Ucrânia. Que múmia...
    Então, um dos vídeos k colocaste foi removido... Politiquices. Só pode.

    TRIS, TRIS. VIVA O NOSSO BENFICA! O treinador foi ao longo da temporada um senhor. Parabéns a, c acento grave, NAÇÃO BENFIQUISTA.

    a minha mão está mais ou menos na mesma. Só esta semana comecei a fazer fisioterapia ativa. vamos esperar. O meu problema é k eu não consigo escrever no papel com a mão dta. escrevo meia dúzia de linhas e fico aflita. Uma amiga minha, diz-me - dita a poesia, que eu escrevo. fartei-me de rir. Parece k fazer poesia é ditar. Ela não entende sentires, pke é de Matemática.

    Bises, chérie.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai o que li, jasus ;)
      Então múmia é o que achaste da prestação emotiva e pelo menos bem mais mexida fisicamente que a australiana? Reparaste que a miúda ficou sentada num pedestal, com uma mão segurava o micro e com a outra fez um quadrado no ar?

      Gostei bastante da primeira. Muito emotiva. Acho que fala da necessidade da liberdade.. Tudo a ver com a situação dos refugiados, as guerras que nunca terminam... algo que a Ucrânia ainda sente. Além de que a intérprete deu várias tons diferentes na voz, tem uma projecção boa e INTERPRETOU a música, não se limitou a cantá-la. Eu discordo dessa avaliação de "Múmia" ehehe. Só achei que podia ser muçulmana ou algo parecido. Amei a roupa. Tomara poder usar algo assim, um misto de elegância com as vestes muçulmanas das indianas. LINDO (uma parte).

      Eliminar
    2. Olá Céu!
      Ai essa mão só tem dado trabalho!
      Eu não passo por lá sempre mas estou atenta à minha lista para ver quando tens poema novo.

      Essa gente da matemática é muito racional! Não entendem a beleza das palavras, porque tudo o que vêm à frente são números.

      O festival já teve melhores dias. Da ultima vez (acho eu) valeram-se da "mulher" barbuda para terem audiências, este ano foi a participação da Austrália a brilhar e a criar polémica.
      Não gostei nada da participação da Ucrânia e quando ouvi a musica pensei logo que não ia chegar a lugar nenhum mas para minha grande surpresa...ganhou. Enfim...
      Tinham removido esse video mas já coloquei um de outro link que achei. independentemente da mensagem da Ucrânia, a Austrália para mim foi a grande vencedora.

      As melhoras e volta rápido!
      Kiss kiss

      Eliminar
  3. Agora fui ouvir, com total isenção. E concordo com o resultado.
    Em termos de melodia instrumental, nenhuma tem grande valor. Em termos de lírica, a primeira parece-me largamente superior. Parece-me profunda. Emotiva como o fado. A australiana é mais romântica, de discoteca e sinceramente, não achei nada de especial. A não ser o espetáculo pirotécnico. Aí se superou!

    Já o vocal da primeira... Uau! Estou agora a ouvir o final e supera-se no que tinha ouvido quase até aí.

    Venceu a melhor :)
    E se isso dá "caspa" à Rússia e decepciona os não europeus australianos, é um bónus!

    PS: Em termos de roupa - que o vestuário nestas coisas sempre foi comentado, também venceu a melhor! Adoro o fatinho/vestidinho azul discreto e elegante da vencedora.

    ResponderEliminar
  4. Cá está: entendi logo que so podia ser uma lírica de força e significado. Sendo da Ucrania e com o titulo 1944, tive de googlar. É sobre guerra, sobre deportação, enfim... não está longe do que está às portas da Europa com a crise dos refugiados, o cenário de guerra em tantas partes do mundo...

    Obrigada por me apresentares ao festival: Faz décadas que deixei de assistir. Mas pela amostra das duas favoritas, gostei imenso da primeira e vencedora. Vou escutar muitas vezes. Gostei mesmo.

    https://www.publico.pt/culturaipsilon/noticia/vencedora-da-eurovisao-preferia-que-esta-musica-nao-existisse-1732036

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Portuguesinha!
      Fico contente por ter sido causadora da tua redescoberta pelo festival da canção (e os malvados nem me pagam por isso!). ahahaha
      Concordo com a Céu quando diz que a cantora da Ucrania parecia uma mumia e concordo contigo quando mencionas o fado. Realmente lembra um pouco o fado em algumas partes mas mesmo assim não consigo gostar da musica. Só no fim percebi que ela cantava em ingles e fiquei chocada porque passei aquele tempo todo sem entender patavina do que ela dizia (e olha que o meu ingles é bom).
      Já vi a letra e fala sobre a guerra e é uma homenagem à avó que teve de fugir. Que fofo! O problema é que o festival da canção não é suposto ser uma batalha campal onde se mandam bocas uns aos outros. A ideia é divertir, chocar (às vezes) e sobretudo dar espectáculo. A cantora da Ucrânia dava espectáculo? Não. Chocou? Também não. Divertiu? Longe disso. Para mim parecia musica de um filme de terror. A musica ganhou porque há muita gente que não gosta dos russos e votaram nela, não por a acharem boa mas porque se é para chatear o Putin e companhia, bora lá!
      Não acho que ela cante melhor que a australiana. No máximo têm a mesma capacidade vocal e eu ainda dou uns pontinhos a mais à Australiana.
      O objectivo principal deste festival é escolher a musica mais memorável e a da Ucrânia, por mais boa intenção que tenha, não ficará na historia das musicas mais memoráveis de sempre. Digo eu (que pelos vistos nada entendo destas coisas porque achei que esta musica nem ia conseguir um ponto).
      Mas ainda bem que gostaste e se ela passar a pertencer à tua playlist, ponto extra para a Ucrânia! :)

      Eliminar
    2. Oi :) Eu fiquei a matutar nisto e até fiz um post, ehehe.
      Não digo que pertence à playlist. Eu e a música somos parentes distantes, mas que quando se encontram curtem-se genuinamente. Em termos de melodia não acho nenhuma catchy.

      Sim, algumas partes eram em inglês, o refrão não. E essa parte, estranhamente, a determinada altura emocionou-me. Comecei a sentir tristeza... E se uma música faz isso, é um feito. De resto, acaba por se esquecer - como eu penso que se esquecem. Pelo menos não recordo de escutar nenhuma da eurovisão nas rádios. Estas também deixaram de dar importância, passam sempre o mesmo...

      As outras músicas (escutei a da Russia, Austrália e outra) sao diferentes da ucraniana. São festivas, podiam tocar numa discoteca. São gostos. Eu não esperava gostar de nenhuma mas aos poucos a vencedora conquistou-me. e o primeiro impacto não se pode negar :)

      Sim, faz muito tempo que não ouvia nada do festival. Todas as músicas pareciam-me iguais, nenhuma se destacava... eram versões parecidas ou exageradas. Prefiro não acompanhar, perco a noção quando oiço em competição. Prefiro escutar num outro instante qualquer.

      No meu post digo que não é só politiquices mas tenho consciência que a política, infelizmente, governa o mundo :( E fazerem o festival da canção no país vencedor deve pesar na organização do mesmo... acho eu.

      A Rússia está muito empenhada em vencer, pelo que li. Contratam os melhores profissionais nesse intuito. Se não a queriam como vencedora? Pode ser. Nada me surpreende. Mas o mau perder que revelam de seguida enoja-me um pouco.

      Eheheh. Não pensei que ia debater este assunto, mas mais uma vez agradeço a "viagem" :)
      Abraço.

      Eliminar
    3. PS: agora que meteste-me nisto...
      Também simpatizei mais com a da Suécia que qualquer das outras que estavam avaliadas por cima (Australia e Russa). Eu gosto mais deste estilo :D

      Eliminar
    4. ahahaha. Bem, o festival não é só musica, também serve para nos ensinar um pouco de historia!
      A politica governa o mundo e isso é cada vez mais evidente. Será por acaso que a Alemanha ficou em ultimo lugar? Humm...não me parece.
      A Russia quer mandar em tudo e em todos e claro que não aceita uma derrota mas... acontece! Não se pode ganhar sempre.
      Vamos ver o que acontece para o ano e se as coisas continuarem assim, ainda vamos ter a musica da Grécia a reclamar que não aguenta mais tanto refugiado e a Hungria ou a Áustria a falar dos seus muros.
      Abraço :)

      Eliminar
  5. Confesso que ao longo dos anos perdi o interesse pelo festival da canção!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu! Este ano calhei a ver porque o meu pai tinha o comando senão passava-me ao lado eheheh
      Bjs

      Eliminar
  6. Boa tarde, também aconteceu comigo, deixar de ver o festival da canção da eurovisão, mais uma vez não o vi, pelo que tenho lindo na comunicação Social e também, já me tinha apercebido, o festival tornou-se politico, defende interesses e revela-se submisso ao poder da direita europeia, eles minam tudo, eles controlam tudo, eles comem tudo, por enquanto, porque um dia vão ser corridos.
    Bom fim de semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é! Este concurso é cada vez menos arte e mais politica. É uma pena que os interesses económicos se sobreponham a uma coisa que devia ser simples. Novos tempos!
      Bom fim de semana :)

      Eliminar
  7. Pelo Benfica, um grito que não vem do céu, mas do coração.
    O único estádio de futebol que conheci em Portugal.
    Estivemos perto do tri aqui, mas o perdemos na última partida.
    Ganhamos o jogo, mas perdemos o título.
    Beijos, Ana!

    ResponderEliminar
  8. É DISTO É QUE O MEU POVO GOSTA!

    Olha, agora, mas a k propósito escrevi eu a frase anterior... Já sei. Ontem, ouvi um político, da geringonça, falando, e vamos numa de gerúndio, bem a, c acento grave, alentejana e a insular, e agora aproveitei o k estava subjacente as palavras do dito cujo.
    Daqui por uns tempos, que desejo mais pra frente, mto trabalhinho vai a DIREITA ter, mas enfim, é sempre assim e a HISTÓRIA não falha. Em eleições, ganharemos, outra vez, mas com maioria. A Direita, em Portugal, foi corrida, temporariamente, no abril, 25, de 74, pke a partir do verão quente, e com o 25 de novembro de 75, liderado pelo General Ramalho Eanes, ela voltou, de novo, ao poder e o Prof. Dr. Cavaco Silva, que é normal e não hiperativo, nem catavento, teve duas maiorias seguidas, democraticamente conseguidas, já pra não citar outros de direita. Isto de falar em direita e esquerda, no aspeto político, é um conceito ultrapassado, e tudo começou na Revolução Francesa, mas, erradamente, está imbuído no espírito de muitos, nos quais me incluo.

    O tempo tudo irá mostrar, todavia, digo-te que há quem tenha duas ou três ou quatro caras, como o feijão frade, conseguindo enganar o pessoal incauto e de left, mas só até um dia, e nesse dia, em k retire a máscara, ou a mesma lhe seja retirada, veremos efetivamente aquilo k ele sempre foi e é. Sabes k, por vezes, comparo-o, falo do Prof. Dr. Marcelo Rebelo de Sousa, PR, que deve o seu nome ao Prof. Dr. Marcelo Caetano, k esteve para ser seu padrinho de batismo, ao Papa Francisco, personagem de topo da Igreja a que pertencemos, mas que ainda não percebi bem, quais os seus desígnios. Sei a little bit of History, pke Licenciatura, de cinco anos, e Mestrado já cá cantam, mas tenho consciência de k tenho ainda mto a aprender.

    Aproxima-se o 28 de maio, não de 1926, mas de 2016, em que um distinto e humilíssimo homem, formado em Finanças e Economia, teve de jogar mão a isto, entre aspas, para colocar tudo no sítio. Falo, como já te apercebeste do Prof. Dr. Oliveira Salazar, que teve de ditar, ordenar, com mta inteligência, para conseguir um país satisfatório, cometendo, naturalmente, erros, pois era humano. Azar dele, que não teve nenhum amigo k lhe proporcionasse, desse, oferecesse, disponibilizasse, puro eufemismo meu, casas e vida em Paris. Porreiro, pá, ah, desculpa, queria escrever, porreiro, Ana et hélas.

    Pois, o Festival Eurovisão da Canção, até tem honras de letra maiúscula na minha escrita, já não é o k era, sobretudo desde o esfrangalhar da URSS, do qual resultaram mtos franguinhos, que cacarejam entre si, tipo galos e galinhas, não se entendendo, pke a velhíssima mãe, entre aspas, continua a ter mtoooooo poder.
    Qto a canção vencedora, já disse o k pensava e não são os choradinhos que me vão fazer mudar de opinião.

    Qto ao nuestro Benfica, pois tris, três, pke se dizemos bis, podemos dizer tris - risos - não podemos, não, pois o correto, é tri acompanhado do vocábulo. Fiquei e estou tão feliz, que me apetece gritar, com o coração repleto, e até ao céu, de onde a Céu anda, por enqto ausente.

    Bisous, chérie et bon fin de semaine.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Céu!
      Hoje estás com a pica toda! ahahaha

      A geringonça tem se safado bem até agora. Eu concordo com as medidas do simplex (pelo menos as que vi) porque tudo o que venha a facilitar a vida ao cidadão é sempre bem-vindo. De complicada, já basta a vida! Agora, até quando este estado de boa-graça vai durar? Não sabemos.

      Salazar controlava os gastos como ninguém mas exagerou na dose e se vires bem, as coisas más são superiores às boas. Afinal, naquele tempo a liberdade era praticamente inexistente e quem se atrevesse a falar mal do governo era massacrado.

      O festival já teve melhores dias porque ganham sempre os mesmos e as pessoas perderam o interesse. É melhor nem falarmos da participação portuguesa porque é lamentável.

      O nosso Benfica que só nos tem dado alegrias nos últimos anos é bi, é tri, é super campeão! viva viva viva!

      Bom fim de semana.
      Bisous

      Eliminar
  9. Olá, Ana...

    Com alguma, com alguma.

    Dar-se bem com Deus e com o diabo, agradar a gregos e troianos, é mto difícil, ou mesmo impossível, portanto, um dia destes, a geringonça desmancha-se. Todavia, tb te digo k há gente capaz de engolir sapos, sapões, e ir-se aguentando, a mto custo, até um dia.
    Qto ao Simplex, vamos ver, mas quem não tiver ou não souber entender-se com a Internet, está feito. Eu continuo a gostar mto de papel.

    Qto a Salazar, e como bem dizes, pke corresponde a, com acento grave, verdade, controlava os gastos como ninguém. Não tenho a mesma opinião k tu, em relação ao nº de coisas boas e más, por eles efetuadas, mas como tudo, é discutível.

    O meu conceito de liberdade é mto diferente da k atualmente existe. acho k mta da k hoje há é libertinagem e falta de respeito. Eu não gosto do PM, então, vou chegar ao pé da criatura e dizer-lhe - o senhor é isto e é aquilo. Nunca o faria, embora o pense e o sinta. Evidente k se o ofendesse, de maneira ordinária, iria presa, natural e merecidamente. No tempo de Salazar, no Antigo Regime, acontecia exatamente o mesmo, só k estávamos nos anos 30, 40, etc. e era tudo tão diferente. Não vivi nesse tempo, mas família minha viveu e nunca teve problemas com o regime. Agora, tudo está a distancia de um clique, para o bem e para o mal, e a isto chamam evolução. Efetivamente, o mundo mudou, pke nada é estático. Daqui a 30 ou 40 anos, o k estamos aqui a conversar está descontextualizado e quem nos ler, achará que era tudo tão estranho e limitativo.

    em relação ao festival, está tudo dito. Política e mais política é k vence.

    Viva o nosso Benfica... VIVA!

    Beijos e bom domingo.

    ResponderEliminar
  10. Eu só me apercebi da loucura da Eurovision, quando me mudei para o UK... que loucura LOL só nós é que não ligamos muito, nao?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Portugal as pessoas ficaram cansadas dos resultados fracos então passaram a nem sequer ligar a essas coisas. Depois ganham sempre os mesmos e isso tira um pouco a credibilidade ao festival. Eu só costumava ver quando não havia outra opção mas agora passa-me completamente ao lado.

      Eliminar
  11. A vida é um festival!,... um festval de coisas boas e de coisas más.

    Abraço
    MANUEL

    ResponderEliminar
  12. Ahah.
    Sabes que de vez em quando - hoje por exemplo - ainda troteio (???- é outra palavra provavelmente mas estou cansada, emenda se conseguires) a música vencedora? Fico a cantarolar o início, o refrão...

    É que não sei se deu para entender, porque entre tanto falatório sobre a lírica - que também aprecio, a verdade é que gosto da melodia. Não concordo com o facto de um festival da canção europeu ter de ser só música pop. Ligeira, leve, de discoteca. Acho até que muitos só podem estar cansados dessa receita. Eu estaria. Teria de aparecer algo realmente marcante, bom.

    Sabes, no youtube, depois de ter consultado as músicas todas, agora aparece na barra lateral sugestões relacionadas. Acabei por seguir links e agora vi todas as músicas vencedoras dos últimos 20 aos, e todas as músicas que ficaram em último lugar nos dos anos 60 até agora, KKK. Entre as quais, "E Depois do Adeus", de Paulo Carvalho.

    Enfim... o que este post ainda está a dar, eheheeh.
    Mas sem tirar nem por, gostei da música vencedor. E ficou-me na cabeça. O que é raro.

    A última vez que decorei todas as músicas (portuguesas) de um festival era criança, Kkkk. Nem digo quando, claro. Porque foi apenas há uns anitos Kkkk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querias dizer "trauteio"? lol
      Olha já não me lembro de nenhuma das musicas deste ano!
      Ainda bem que fez um bom efeito em ti.
      Estas maravilhas do youtube! Só lá é que ouvimos coisas que não escutávamos à anos! lol Ainda consigo ouvir musicas dos anos 80 que tinha esquecido completamente. Roxette, Bon Jovi, U2...bons tempos esses!

      Eliminar
    2. Depois de publicar e reler lembrei: trautear! Mas estava com bloqueio e escrevi errado porque a mente parecia uma mula empancada e não havia jeito eheh! Obg pela confirmação a minha cabeça já não é o que foi :)

      Pois, era aí que queria chegar. Ninguém se lembra. A australiana a favorita, não lembras, certo? Não acho que seja de ficar no ouvido. A que ganhou por acaso ficou no meu, a melodia achei fácil de entrar no ouvido... lol. Se trocassem a letra por algo romantico acho que entrava na mesma e o pessoal que critica ia achar feia à mesma, Kkkk.

      O Youtube me surpreende. Estou sempre a encontrar coisas do arco da velha! E eu gosto de velharias - adoro lol - mas lá encontro cada preciosidade... É bom rever videoclips, é o que compensa outros tempos de VH1 (para mim que preferia) MTV...

      Eliminar
  13. Eu sabia... mas tinha esquecido.
    Aqui está o Youtube a relembrar. O autor!!

    https://www.youtube.com/watch?v=hM0MK1NK0OI

    ResponderEliminar