segunda-feira, 21 de março de 2016

Hoje é dia...

Hoje é dia mundial da poesia. Tentei puxar pelo tico e o teco a ver se davam sinal de vida e quiçá, surgisse um raro momento de inspiração mas... nada! Ainda pensei por os dedos na tomada, na esperança que o curto-circuito fizesse-os voltar à vida mas abandonei essa ideia assim que vi o Van Damme na tv. O que isso tem a ver para o caso? Humm... sempre que vejo o Van Damme, lembro-me dele nu no soldado universal e pronto, ganho um novo alento (sim, eu alegro-me com facilidade). Como a inspiração não apareceu, resolvi procurar algum assunto interessante para colocar aqui e não deixar esta data passar em claro. Foi então que o site do pensador deu-me a dica: porque não colocar aqui uma frase interessante de uma pessoa sui generis?
Encontrei esta maravilha do grande poeta:

Custa tanto ser sincero quando se é inteligente! É como ser honesto quando se é ambicioso. - Fernando Pessoa

Ai quase tive um orgasmo ao ler tamanha preciosidade! É que ser inteligente é cada vez mais raro hoje em dia. E eu gosto de pessoas inteligentes. Ai o que eu seria feliz com o Einstein! Enfim, fica para a próxima...
Voltando à frase escolhida, (pois, eu perco o foco com facilidade) a inteligência e a sinceridade não podem andar de mãos dadas? Então quem é sincero não é inteligente? Hummm... ser inteligente é saber falar e principalmente calar na altura certa. É como um jogador de poker que usa óculos escuros para que os outros não vejam o seu "espelho da alma" quando tem (ou não) uma boa mão. É que a honestidade no jogo (bem como em tudo na vida), deve ser usada com conta, peso e medida, se a ambição for mais importante que tudo o resto.

Pronto, divaguei...