segunda-feira, 11 de julho de 2016

Um homem de fé


Este, não é definitivamente o texto que eu pensei colocar aqui hoje mas não poderia ser de outra forma. 
Portugal ganhou, contra todas as expectativas, o campeonato europeu de futebol de 2016 mas não é disso (directamente) que eu quero falar. Quero falar de fé. Da fé de um homem que era gozado quando dizia que só iria para casa no dia 11 (dito e feito), dos olhares revirados sempre que ele afirmava que a vitoria seria portuguesa e da sua luta contra tudo e contra todos. Eu admito que nunca acreditei (não nego)! 
A verdade é que milagres acontecem. São raros, às vezes nem 1 num milhão mas quando aparecem, têm aquele efeito dominó que nos contagia.  
A fé de Fernando Santos que para a maioria das pessoas parecia disparatada, deu resultado. No seu discurso após o jogo, agradeceu primeiramente a Deus como seria de esperar. E eu curvo-me perante tamanha fé inabalável que manteve-se inalterada até ao ultimo segundo de jogo. É bom encontrar pessoas assim. Aquelas que desafiam qualquer estatística e contrariam todas as probabilidades, são dignas da minha admiração e fazem-me acreditar que tudo é possível àquele que crê!